24.4 C
Guarulhos
domingo, julho 14, 2024

Buy now

Orçamento de Guarulhos cresce 48,4% durante a atual gestão

A previsão orçamentária da Prefeitura de Guarulhos para 2025 é de R$ 6,56 bilhões. Com essa receita, a atual gestão deve entregar o segundo mandato com uma receita 48,4% maior do que os R$ 4,42 bilhões estabelecidos para o seu primeiro ano, em 2017. O crescimento e equilíbrio financeiro conquistados gradualmente durante os dois mandatos do prefeito Guti foram apresentados na Câmara Municipal nesta terça-feira (18) pelo secretário de Governo, Edmilson Americano.

Foi proposta a distribuição de R$ 5,65 bilhões às secretarias, R$ 180 milhões à Câmara Municipal e R$ 728,97 milhões ao Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos (Ipref). Essa soma leva em consideração a inflação, o Produto Interno Bruto (PIB), impostos, taxas, contribuições diversas, receitas patrimoniais e de serviços.

A maior receita é destinada à educação, com R$ 1,59 bilhão, recursos que serão investidos na melhoria da alimentação escolar, em uniformes, materiais e programas de ensino. Nesse valor estão inclusos R$ 804,83 milhões voltados ao acesso e à qualidade do ensino infantil, R$ 760,85 milhões ao ensino fundamental e R$ 24,67 milhões à educação de jovens e adultos.

Com R$ 1,33 bilhão, a saúde também será privilegiada no acolhimento e na promoção de tratamentos diversos para os pacientes do município, além da execução de duas novas unidades que serão referência à população do Alto Tietê: o Hospital Infantojuvenil de Guarulhos (HIG), obra já iniciada no Parque Santo Agostinho, e o Instituto da Saúde da Mulher, que utilizará também verbas estaduais para sua equipagem em uma estrutura localizada ao lado da Maternidade Jesus, José e Maria, no Parque Renato Maia.

Recursos hídricos

O desenvolvimento de políticas de recursos hídricos para garantir o saneamento básico e combater enchentes é prioridade nos valores destinados à Secretaria de Obras, que terá um orçamento de R$ 216,45 milhões no ano que vem. O Programa de Macrodrenagem do Rio Baquirivu-Guaçu, a maior obra da história de Guarulhos, avança em ritmo acelerado e já concluiu a supressão vegetal e a limpeza da margem do rio em diversos bairros.

O programa inclui a construção de reservatórios, a implantação do loteamento Ponte Alta II, do maior parque linear da cidade, de uma nova ciclovia conectada com a estação de trem Guarulhos-Cecap e diversas melhorias viárias. “Somos a cidade que mais investiu nos últimos anos em combate a enchentes neste país”, comentou o secretário Americano.

Há ainda investimentos cujas receitas não saem diretamente do caixa da Prefeitura, como as obras para o saneamento básico, a cargo da Sabesp, empresa estadual com quem a Prefeitura firmou contrato em 2019 e que já trata 40% de todo o esgoto gerado na cidade (contra apenas 2% quando a atual administração assumiu, em 2017). Essas obras incluem duas novas estações de tratamento (ETEs), no Cabuçu e no Jardim Fortaleza, que deverão estar prontas em 2025, além de diversas outras pequenas intervenções, como os coletores-tronco e as estações elevatórias, que levam o esgoto às ETEs já existentes.

Fotos: Nicollas Ornelas/PMG

19/06/2024

 

Related Articles

- Publicidade -

Últimas Notícias