Projeto #TamoJuntoGalera leva apresentação de coral sobre suicídio para a UBS Acácio

0
35

Eram 9 horas da manhã quando 15 adolescentes se organizavam na recepção da UBS Acácio nesta quinta-feira (7). Tratava-se da apresentação do coral Ohana, da escola estadual Prefeito Rinaldo Poli, fruto do Projeto #TamoJuntoGalera, uma parceria entre as secretarias de Saúde e Educação de Guarulhos que tem por objetivo fortalecer o vínculo entre adolescentes e a equipe de saúde das UBS.

Os alunos, entre 12 e 14 anos, que pela primeira vez se apresentaram fora da escola, cantaram a versão em português da música Hallelujah, de Leonard Cohen, além de Amianto, da banda Supercombo, e Suicídio, de João Gabriel BR, médico da família e comunidade em Santa Catarina, que tem um projeto no YouTube chamado Rehmédio, o qual busca, através da  união da música e da medicina, instruir, advertir, motivar e colaborar com as pessoas no tratamento de algumas doenças.

Segundo o supervisor da UBS Acácio, Matheus de Lima Cazelato, o coral Ohana, que significa família na língua havaiana, existe há quatro anos e tem o professor Júnior Milton à frente do grupo. “Desde o início deste ano, quando a equipe de odontologia da unidade passou a trabalhar com esses jovens, eles pediram que abordassem o tema suicídio. Então, nos encontros que os profissionais realizaram na escola, além de abordarem outros temas, como alimentação saudável e higiene, fizeram orientações sobre onde procurar ajuda e como ajudar quem está passando por depressão. Com isso, aproveitaram o talento dos alunos e sugeriram que cantassem essas canções”, explicou Cazelato.

Ele também contou que os usuários da unidade ficaram surpresos, e até emocionados, por haver música na sala de espera, ainda mais cantada por tantos jovens. “Houve choro e emoção por parte dos pacientes durante a apresentação enquanto aguardavam as consultas, e também de funcionários da unidade. Muitos até registraram a apresentação em seus smartphones”, relatou.

As músicas apresentadas simbolizam a luta contra o suicídio vivenciada pela população adolescente nos últimos anos. Para se ter uma ideia, dois estudos realizados pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) revelaram que a taxa de suicídio de adolescentes no Brasil aumentou 24% entre 2006 e 2015. “Por isso a importância de reforçar a mensagem de esperança, dos versos da canção do médico João Gabriel, que os jovens cantaram aqui: ‘Suicídio não é frescura não. Busque ajuda, você tem solução’. Estamos de braços e ouvidos abertos para acolhê-los”, finalizou o supervisor da UBS Acácio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.