Subvenções a hospitais serão discutidas na próxima semana na Câmara

0
31
Projetos miram o JJM e o Stella Maris e compõem a pauta de Sessão Extraordinária de terça-feira (10)

Texto: Waltair Martão // Foto: Vera Jursys

Na Sessão Ordinária desta quinta-feira (5) na Câmara de Guarulhos, o presidente vereador Professor Jesus anunciou para a próxima terça-feira (10) a realização de Sessões Extraordinárias para a deliberação e votação de dois projetos de Lei da Prefeitura que concedem subvenção social de janeiro a dezembro de 2020 a duas entidades: PL 3714/2019, com R$ 30 milhões para Associação Beneficente Jesus, José e Maria; e o PL 3715/2019, com R$ 6 milhões para a Congregação das Filhas de Nossa Senhora Stella Maris.

Estes dois PLs foram deliberados pelos vereadores no Grande Expediente. Além de 15 Requerimentos, eles discutiram e deram parecer favorável a outros 13 itens. Tratam-se de projetos com temáticas diversas, desde concessão de títulos de cidadão guarulhense até a instituição de selo sanitário para quem fabrica e comercializa gelo, passando por isenções do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) a empresas de ônibus e templos religiosos.

Na Ordem do Dia, quatro projetos com parecer das comissões técnicas permanentes foram aprovados, em segunda discussão e votação: PL 3547/2018 (Rafa Zampronio, PSB), que altera a Lei 7470/2016, que elege 15 de setembro como o Dia dos Desbravadores; o Substitutivo nº 1 ao PL 714/2019 (Sandra Gileno, PSL), que denomina Rua Rita Marques de Oliveira via pública localizada no Parque Continental Gleba 4, bairro Cabuçu; Substitutivo nº 1 ao PL 2522/2019 (Carol Ribeiro, MDB), que denomina Carrinho de Rolimã praça localizada na Rua Lusmar Aparecido Rosa, no Parque Continental I; e Substitutivo nº 1 ao PL 2733/2019 (Professor Rômulo Lula, PT), que denomina Itaobim, praça localizada no Parque Alvorada.

Ao final dos trabalhos, a vereadora Janete Rocha Pietá (PL) sugeriu que a Câmara promovesse na próxima semana uma audiência de conciliação com os médicos grevistas. “Reitero pedido do colega vereador Toninho da Farmácia. A Casa tem um papel conciliador e os médicos fazem reivindicações legítimas, como aumento de profissionais especialistas e maior segurança”, justificou a parlamentar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.