14.1 C
Guarulhos
sábado, junho 22, 2024

Buy now

Campanha 16+5 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres será lançada nesta sexta-feira

A Prefeitura de Guarulhos lançará oficialmente na sexta-feira (17), às 9h30, a campanha “16 + 5 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres” no auditório da Secretaria de Educação, no Macedo (rua Claudino Barbosa, 313). Com o tema “Guarulhos, acolhendo e protegendo”, a ação da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres visa a sensibilizar e mobilizar a população sobre o assunto por meio de atividades como palestras, orientações e rodas de conversa em diversos locais da cidade.

A programação “16+5 Dias de Ativismo” foi iniciada na última quinta-feira (9) com a apresentação teatral Marias do Mundo no auditório da Biblioteca Monteiro Lobato, que contou com a presença da subsecretária de Políticas para as Mulheres, Verinha Souza. “Precisamos da união de todos, sociedade civil e poder público, no enfrentamento e combate a todas as formas de violência contra a mulher”, destacou a gestora.

Ao longo de 21 dias de ativismo serão promovidas diversas atividades na cidade para discutir, debater e refletir sobre o papel que cada um pode assumir como agente de transformação a fim de combater o preconceito, a discriminação, a intolerância e todas as formas de violência, de gênero ou doméstica.

A violência contra a mulher é considerada um problema de saúde pública global pela Organização Mundial de Saúde, uma vez que de cada três mulheres uma já sofreu algum tipo de violência física ou sexual em casa, na comunidade ou no ambiente de trabalho.

Campanha mundial

Atualmente 150 países desenvolvem essa campanha e desde 2003 o Brasil promove ações de mobilização e esclarecimento sobre o assunto, iniciando no dia 20 de novembro, o Dia da Consciência Negra, com fim em 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Em 1991 iniciou-se a campanha mundial 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres, quando representantes de diferentes países unidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres iniciaram uma campanha para promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres.

Oito anos mais tarde, a Organização das Nações Unidades instituiu o 25 de novembro como Dia Internacional da Não Violência Contra as Mulheres em homenagem às irmãs Minerva, Maria Teresa e Pátria, conhecidas como “Las Mariposas”, assassinadas em 1960 na República Dominicana.

Arte: Comunicação/PMG

Related Articles

- Publicidade -

Últimas Notícias